As imagens dinâmicas são navegáveis: clique com o mouse e arraste para alterar a direção e velocidade de rotação ou parar. Se preferir, clique nos botões do menu em cada imagem para outras funções, conforme a legenda abaixo:
Tela cheia Para baixo
Informações Para cima
Rotacionar Para a direita
Aproximar Para a esquerda
Afastar  
musica
Compartilhar





O Parque Villa-Lobos é uma das melhores opções de lazer ao ar livre da capital paulistana. Localizado no bairro de Alto de Pinheiros, na zona oeste, abrange uma área de 732 mil m². Tem uma estrutura completa: possui ciclovia, quadras, campos de futebol, playground, pista de Cooper, aparelhos de ginástica e bosques com espécies da mata atlântica. O parque também abriga um anfiteatro aberto com capacidade de 750 lugares e lanchonetes.

O Parque Villa-Lobos também é inovador: foi um dos primeiros a ser adequado à acessibilidade de pessoas com necessidades especiais. Sua grande área plana e caminhos nivelados tornam mais fácil o deslocamento de pessoas. Alguns brinquedos de madeira nos parquinhos também receberam projetos especiais.

Sua história é um pouco diferente da de outros parques. Antes de 1989, a área onde está instalado destoava muito dos arredores da região de Alto de Pinheiros. Na sua porção mais a oeste havia um depósito de lixo da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais do Estado de São Paulo (CEAGESP), onde famílias recolhiam alimentos e embalagens. Na parte leste, vizinha ao atual Shopping Villa-Lobos, era depositado material dragado do Rio Pinheiros e na porção central o antigo proprietário permitia o depósito de entulho da construção civil.

Em 1987, ano de comemoração do centenário de nascimento de Heitor Villa-Lobos, foram apresentados os primeiros estudos visando à implantação de um parque temático contemporâneo na área. Em 1989, o Parque Villa-Lobos começou a ser implantado pelo Departamento de Águas e Energia Elétrica – DAEE. Foram removidas as famílias que viviam no local, retirados entulhos e movimentados milhões de m³ de entulho e terra para acerto das elevações existentes.

O projeto original, elaborado pelo Arquiteto Décio Tozzi, previa uma "cidade da música". O local teria viveiro para pássaros, ilha musical, passeio Uirapuru, auditórios, Teatro de Ópera e Centro de Convivência Musical. O projeto também previa a construção de um prédio de exposições e edifícios para Escolas de Balé e Música, com salas de aulas para oficinas e apoio, inclusive para fabricar e consertar instrumentos.

No período de 2004 a 2008, foram plantadas 12 mil mudas em uma área de 120 mil m², entre as quais 1.200 ipês de oito espécies, 110 roxos e 550 amarelos, árvore-símbolo de São Paulo.

Desde 2004, a Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo tem promovido uma série de melhorias. Os brinquedos do parquinho passaram por reformas, assim como os quiosques. Em 2009, foram inaugurados o espaço de educação ambiental Villa Ambiental, do projeto Criança Ecológica, a nova sede da administração do parque e uma nova sede para a 1ª Cia. do 23º Batalhão da Polícia Militar.

Além disso, foram criados o “Vai pela sombra”, caminhos de pedrisco que passam por dentro de bosques do parque, e o “Circuito das Árvores”, plataforma elevada que leva o visitante por um passeio próximo às copas das árvores. Em 2010, foi inaugurado o Ouvillas, área do parque onde as pessoas podem sentar e relaxar em taludes, bancos e espreguiçadeiras ao som das obras do compositor e maestro Heitor Villa-Lobos. Para finalizar as atrações, há o Orquidário Ruth Cardoso e de um Centro de Educação Ambiental.
Não existem registros cadastrados.
Endereço Rua Professor Fonseca Rodrigues, 2001 - Alto de Pinheiros
Telefone (11) 3023-0316 / 3023-2229
Horário de atendimento Diariamente, das 6h às 18h (até 19h em horário de verão)
Entrada Franca
Serviços Oferece área para caminhada e corrida, campo de futebol, aluguel de bicicletas, programação cultural e educação ambiental

Espaço Villa Ambiental: espaço do Criança Ecológica, projeto de educação ambiental da Secretaria Estadual do Meio Ambiente

'Vai pela sombra' é uma trilha feita de pedriscos e percorre os principais bosques do parque

Sede da 1ª Cia. do 23º Batalhão da Polícia Militar

Circuito das Árvores: é uma passarela elevada (3,5 metros de altura e 120 metros de extensão). Possui acesso para portadores de mobilidade reduzida.

Orquidário Ruth Cardoso

Ouvillas: é um espaço ao ar livre onde se pode ouvir as obras de Heitor Villa-Lobos, compositor brasileiro que dá nome ao parque

Projeto Livro de Rua é uma iniciativa que visa democratizar o acesso à leitura e conta com o apoio do Parque Villa-Lobos. Todo último domingo de cada mês serão espalhados diversos livros na área do Parque e os visitantes poderão ler e deixa-los em outro ponto do Villa-Lobos ou ainda leva-los, caso tenham gostado (http://www.ambiente.sp.gov.br/parquevillalobos/livroderua.php)
Estacionamento Gratuito
Website http://www.ambiente.sp.gov.br/parquevillalobos/
Você pode navegar por todas as regiões da cidade, basta clicar sobre o mapa e arrastar para os lados ou utilizar a ferramenta no canto superior esquerdo (as setas direcionais). Logo abaixo, há uma ferramenta de aproximação (tecla +) e de afastamento (tecla -).

No canto superior direito, é possível escolher a visualização do mapa. Em "SAT", você transforma a imagem em fotográfica; em "TER", o mapa mostra a rua com terreno; em "EARTH", você interage com o GoogleEarth (é necessário ter o plugin ou programa instalado).

Você ainda pode traçar uma rota de chegada até este local. Na caixa de diálogo do mapa, basta clicar em "Rota". Uma nova página se abrirá, então digite o seu endereço completo e clique em "OK". (No seu endereço, digite somente o nome completo da rua, número - sem complemento, nome da cidade e UF, conforme o exemplo: "rua exemplo, 123 - são paulo - sp"). O posicionamento constante no mapa pode ser apenas aproximado, e as informações disponíveis são de responsabilidade do Google.